Loading...

quinta-feira, 27 de maio de 2010

CONHEÇA O ALFABETO DAS BRUXAS! NASCEMOS OU OPTAMOS SERMOS BRUXAS!




O alfabeto Theban é um sistema de ESCRITA com origens desconhecidas. Foi publicado pela primeira vez em Polygraphia de Johannes Trithemius (Johann Heidenberg 1462-1516) em 1518, e foi atribuído a Honorius de Thebas. Já seu discípulo Heinrich Cornelius Agrippa (1486-1535) no livro “The Occulta Philosophia -1531” (A Filosofia Oculta) atribuiu o Alfabeto Theban a d’Abano de Pietro (1250-1316).

O Alfabeto Theban também é conhecido como alfabeto de Honorian ou RUNAS de Honorian, entretanto não há nenhuma evidência de que o alfabeto Theban tenha sido utilizado como runa. Devido ao amplo uso dos praticantes de BRUXARIA e Wiccanos, o alfabeto passou a também ser chamado de “Alfabeto das Bruxas”, e, é normalmente utilizado para substituir as letras latinas ao ESCREVER nos Livros das Sombras, servindo, dessa forma, como uma ESCRITA mágicka de difícil compreensão para leigos, o que cria um belo AR de mistério.

O alfabeto Theban não possui semelhança gráfica com praticamente nenhum outro alfabeto, e não foi encontrado em nenhum local ou publicação antes da de Trithemius. Em comparação ao Latim Arcaico, o Theban, possui uma relação “letra à letra”, perdendo algumas dessas correspondências somente com o Latim moderno, onde as letras J, U e W não possuem representação e são escritos com os mesmos caracteres para I, V e VV consecutivamente.

Ao que tudo indica o Theban não possui nenhuma pontuação além de um caractere que representa o fim de um texto, quase que equivalente a um ponto final. Nenhuma outra pontuação aparece nos textos de Trithemius ou nos de Agrippa e os posteriores a esses. Logo, ao ESCREVER com o alfabeto Theban podemos utilizar nossa pontuação latina ou inventar caracteres equivalentes. As correspondências com o Latim Arcaico e a falta de pontuações sugerem que tal alfabeto foi inspirado no Latim e no Hebraico.
Curiosidades

Johannes Trithemius - Era um abade responsável pela biblioteca de seu convento e um grande estudioso de sua época. Ele foi expulso da abadia em razão de seu grande interesse pelo ocultismo e pela ciência, Johannes foi o mestre de Cornelius Agrippa e Paracelso (1493-1541).

Honorius de Thebas - É um personagem místico da idade média, dizem que ele teria escrito o livro ocultista “The Sworn Book of Honorius” (O Tratado de Honório), mesmo que o primeiro manuscrito desse livro só tenha sido escrito no ano de 1629 d.C. Um mistério ainda ronda a verdadeira identidade desse ocultista, que muitas vezes foi ligado aos papas Honório I e Honório III.

d Abano de Pietro – Conhecido também como Petrus de Apono ou Aponensis, era um médico, um filósofo, e um astrólogo italiano. Era um médico muito famoso e também um MAGO , tendo escrito um grimório chamado “Heptameron” (Não deve ser confundido com o Heptameron de Marguerite de Navarro). Foi por duas vezes perseguido pela inquisição sendo acusado de possuir pacto com o demônio devido ao seu avançado uso da medicina com técnicas de energia e utilização de especiarias Árabes. Conseguiu sair da primeira tortura, mas não resistiu a segunda, morrendo e tendo seu corpo raptado por um amigo para que não fosse queimado em praça pública, já que após sua excomunhão os inquisidores ainda iriam queimar seu corpo como um alerta à população.


Para baixar as fontes True Type para seu computador siga abaixo as instruções passo-a-passo:

1º Clique sobre a fonte e salve-a no seu computador.
2º Clique no botão INICIAR do seu computador, clique em CONFIGURAÇÕES e em PAINEL DE CONTROLE.
3º dentro de painel de controle clique no ÌNCONE FONTES.
4º Dentro de fontes clique lá em cima em ARQUIVO e clique em INSTALAR NOVA FONTE.
5º Procure o lugar onde você salvou a fonte (lá no 1º passo lembra?) e após isso é só clicar em OK.

Nascemos ou optamos por sermos bruxo ?

Um pergunta muito ouvida nos treinamentos de magia. As pessoas sentem o chamado mas algumas não estão estão totalmente seguras do caminho que querem seguir. Têm uma forte atração pela BRUXARIA e pelos mistérios da magia, mas ainda não se sentem seguras para assumir as responsabilidades que ela nos incumbe.

Acredito que uns nascem bruxos, outros se fazem, outros ainda ficam vagando pela vida sem saber qual seu propósito. Todos nós inicamos nosso caminho na magia apartir de vivênciarmos fenômenos paranormais e dons especiais em nossa vida cotidiana, mediunidade, aí buscamos aqui, alí... Neste processo, acredito que a saída seja seguir a voz do coração, pois assim encontramos nossa real vocação, entrando em contato com nossa verdadeira essência de nosso Ser.

Uns optam, outros nascem, outros querem aprender e vivenciar por curiosidade, e neste grupo, uns acabam se descobrindo, outros se desligam totalmente... Isso é o chamado, não se sabe como ele vem, mas para alguns que têm esse destino, ele vem.

Dan Tirion







TENHAM UM DIA DE BOAS ENERGIAS!!

Nenhum comentário: