Loading...

quarta-feira, 23 de junho de 2010

VALORES MATRIFOCAIS!



As grandes religiões atuais são baseadas em figuras e princípios masculinos. Deus, sacerdotes, teólogos e a maioria dos santos, profetas e iluminados são homens ou são figurados como homens.

Grandes religiões como a Cristã, Islâmica e Judaica confrontam-nos com uma longa sucessão de figuras paternas e de valores patriarcais. Esta ênfase do masculino estende-se a todos os domínios da sociedade ocidental: a inteligência analítica, o raciocínio linear, a frieza e o controle de sentimentos, a força física, a capacidade de domínio são valores mais considerados do que a intuição, a beleza, a compreensão e a capacidade de exprimir e partilhar sentimentos.

Durante séculos ou mesmo milênios, sobretudo na civilização judaico-cristã, os valores femininos foram relegados para um segundo plano, chegando mesmo a serem identificados com o mal, com o demônio. Esta situação deixou as pessoas, principalmente nos países protestantes, cujas Igrejas não incluem o culto de Maria ou dos santos, sem uma referência feminina, sem algo que defendesse, apoiasse e permitisse a expressão dum conjunto de sentimentos que dificilmente se encaixa numa religião patriarcal.

A sociedade Celta era Matrifocal, isto é, o nome e os bens da família eram passados de mãe para filha. Homens e mulheres tinham os mesmo direitos, sendo a mulher respeitada como Sacerdotisa, mãe, esposa e guerreira, participando das lutas ao lado dos homens.

O culto da Grande Mãe e do Deus Cornífero predominaram nas regiões da Europa dominadas pelos Celtas, até a chegada dos romanos, que praticamente dizimaram as tribos Celtas, que já estavam sofrendo com a influência do patriarcado. Porém, em muitos lugares, a religião da Grande Mãe continuou a ser praticada, pois havia certa tolerância por parte dos romanos, chegando certos ramos da BRUXARIA a incorporar elementos do Panteão Greco-Romano, especialmente na BRUXARIA Italiana.

É importante perceber que não somente entre o povo celta os valores matriarcais eram trabalhados, mas em praticamente todos os povos do passado a mulher era vista como sagrada, a capacidade de gerar filhos, de se purificar todos os meses através da menstruação, sua sensibilidade, sua coragem em proteger seus filhos e maridos... As mulheres tinham um papel de destaque no comando da casa, nas atividades dentro de seus lares os homens agiam de acordo com o que elas estipulavam, o respeito prevalecia, o homem e a mulher do passado viviam em igualdade de valores, cada um tendo suas obrigações e organizando suas famílias e tribos, não havia esse desequilíbrio, ninguém era melhor ou mais sagrado, ambos eram essenciais à vida.

Foi somente na Idade Média que a BRUXARIA foi relegada às sombras com o domínio da Igreja Católica e a criação da Inquisição, cujo objetivo era eliminar de vez as antigas crenças, que eram uma ameaça a um clero muito mais preocupado em acumular bens e riquezas do que a propagar a verdadeira mensagem de Jesus.

O PAGANISMO propõe-se a recuperar a complementaridade entre homem e mulher, entre macho e fêmea, simbolizado no Deus e na Deusa, que não são superiores um ao outro, mas que se complementam. Dentro do PAGANISMO a WICCA dá à Deusa um papel preponderante, quer nas suas práticas quer nos seus mitos, criando assim o seu principal símbolo e mostrando a sua importância fundamental quer para as mulheres quer para os homens.



TENHAM UM DIA ESPECIAL DE HARMONIA!!
ASSIM SEJA!! ASSIM SE FAÇA!

segunda-feira, 21 de junho de 2010

ALFABETOS!


Mundo dos Gifs - Um mundo com mais vida!!!
Alfabetos


Abaixo alguns alfabetos mágicos que podem ser utilizados para escrever feitiços, talimãs, amuletos entre outros.



UMA TARDE ABENÇOADA!
UMA SEMANA MAGICA!

sexta-feira, 18 de junho de 2010

HECATE


Hécate eu sou, Mãe Negra, a Anciã.

Meu rosto é enrugado como uma pedra idosa.

Meus olhos são pretos como o breu, meus cabelos brancos como a neve.

Eu sou a noite escura sem lua.

Eu guio pelo lugar da Caçada Selvagem com meu poder negro

Pelo inverno à meia-noite

Meu reino começa na noite do Samhain

E dura até o dia da Luz de Imbolc.

Para as bruxas, eu sou sua Rainha divina

Sua líder, pelos séculos

Eu as ensino o poder mágico extremamente forte

Eu as ensino a diferenciar o certo do errado.

Mas se elas fazem o que é errado minha fúria, as farão pagar por isso

E minha vingança fará com que seus destinos na Terra fiquem marcados.

Porque eu sou a Justiça, eu sou a Morte, eu sou a vingança, Lua Negra

Eu sou a sabedoria e o Amor e a condenação do Mal.

Eu guardo todas as encruzilhadas de todos os lugares

Quem viaja com o mal deve tomar cuidado!

Eu tiro-lhes a alma e faço com que fiquem insanos

Para que nunca mais tenham a sorte de cruzar meu caminho novamente.

Eu sou terrível, gentil e implacável.

O que você vê em mim é você mesmo.

Quando sua hora chegar, eu o chamarei para junto de mim

Para passar pelo lugar da Caçada Selvagem até seu renascimento.

Então venha, minha Filha Bruxa

Siga meu caminho

Do poder mágico, não tenha medo de minha fúria.

Se você tiver coragem, será minha sacerdotisa

A escolha é sua, o que você escolher acontecerá.



Hecate é uma das deusas Greco-Romanas simultaneamente mais temida e admirada. Hecate é uma deusa lunar, um pouco á imagem da temida Lilith. Como todas Deusas lunares, Hecate encontra-se profundamente ligada ao mundo da magia, do oculto, da bruxaria, dos mais profundos segredos. Hecate é a Deusa das bruxas, e simultaneamente a Deusa que vem a este mundo recolher almas para as conduzir ao abismo do reino dos mortos. Trata-se por isso de uma Deusa a que cabe um papel previligiado na «ponte» entre o mundo dos vivos, e o mundo dos mortos, entre o nosso mundo fisico e o mundo dos espiritos.

Hecate é a Deusa das encruzilhadas, onde lhe eram dedicadas oferendas e sacrificios : bodes negros, caes negros ou gatos negros eram-lhe oferendados no decurso de rituais de adoraçao, ou de feitiçarias. Hecate pode incorporar numa lindissima mulher de longos cabelos negros, e pode ser uma amante incomparavel. Contudo a sua furia e o seu poder sao temiveis, e perante Hecate todo o respeito é pouco para garantir a sua ajuda. Dizem as lendas que Hacate tambem podia assumir a forma de um majestoso lobo negro, ou de um belo cao preto.

As estatutas existentes nas encruzilhadas onde hacete era venerada e as bruxarias eram executadas, chamavam-se «hecateias», e constavam na fugira de uma lindissma mulher com tres faces, ou tres belos corpos feminino unidos num só. Hecate permite a operaçao de tarefas misticas essencialmente atraves de processo de meditaçao. Atraves desse processo, no silencio de uma meditaçao e atraves do aprofundamento dos nossos sentidos, pensamentos e forças espirituais, é que Hecate reside e abre portas ao mundo magico.

Como deusa lunar que é, Hecate tambem opera a nivel dos sentidos, aguçando-os, excitando-os, fazendo com que a carnalidade e o prazer se tornem uma poderosa chave de concretizaçao de processos misticos poderosos. Hecate reina na terra, ( onde vem buscar as almas dos mortos, conduzindo-as para o submundo ), no ceu, ( onde viaja atraves do luar), e do mar, ( onde se enebria com os prazeres do amor), pelo que é denominada a Deusa Triplice.

UMA NOITE ILUMINADA E ABENÇOADA!
TENHAM UM Ó TIMO FINAL DE SEMANA!!


quarta-feira, 16 de junho de 2010

Merry Meet, Merry Part..




Merry Meet, Merry Part

Merry Meet, Merry Part, Merry Meet Again!

Compreendendo algumas expressões pagãs.

Muitas vezes nos deparamos com um pagão dizendo para o outro ‘Merry Meet!’ ou ‘Merry Part’, quando não é ‘Merry Meet, Merry Part, Merry Meet Again!’. Às vezes podemos ver tais expressões escritas em uma mensagem eletrônica e sem contar com as abreviações. Porém o que elas significam e porque os pagãos se cumprimentam assim?
Merry Meet Significa Feliz Encontro. Um pagão sente-se feliz ao encontrar um amigo e/ou um irmão da Arte.Esta expressão espontânea de alegria virou uma saudação padrão e faz com que os pagãos se reconheçam ao proferi-la. Em qualquer lugar do mundo em que você esteja, saberá que o encontro representa uma felicidade.

Nas listas de discussão é uma forma educada e acolhedora de se endereçar a um membro da lista (pode ser muito comum você encontrar MM Fulano!).

No e-mail tem uma conotação tanto de encontro real ou virtual. O mais importante é saber que é uma expressão que transmite contentamento e altamente utilizada pelos integrantes da Arte.

Agora vem a dúvida: E como se responde ao Merry Meet? Muito simples, se for um prazer encontrar a pessoa, diga Merry Meet também!
Merry Part Significa Feliz Partida. Foi bom o encontro e você deseja que a pessoa siga o seu destino de forma segura e feliz.É uma despedida pagã e assim como Merry Meet, seu uso ocorre em todo o mundo e as mesmas regras se aplicam, sendo que o primeiro é referente ao encontro e o segundo a despedida.

Como se responde ao Merry Part? Simples, deseje um Merry Part também!

O fato de serem expressões em inglês não diminuem nossa língua pátria, pois os pagãos não estão limitados a fronteiras e o seu uso internacional facilita identificar os membros da Arte em qualquer lugar.
Merry Meet, Merry Part, Merry Meet Again Muitas vezes nos deparamos com a expressão junta ‘Merry Meet, Merry Part, Merry Meet Again’. Isso ocorre, em algumas despedidas e significa; Feliz Encontro, Feliz Partida e Feliz Reencontro.Normalmente essa frase é dita quando queremos muito reencontrar a pessoa que estamos dando adeus, e por isso transformando este em até breve com o uso desta expressão.

Como eu respondo a Merry Meet, Merry Part, Merry Meet Again? Ora, se você deseja reencontrar a pessoa repita a frase ou nada impede que você a use de resposta para alguém que desejou Merry Part, pois a pessoa vai ficar feliz em saber que o encontro foi tão apreciado por você, a ponto de desejar repeti-lo.

Todas as vezes que você entra no site, queremos lhe desejar um Merry Meet e quando você sai, o Merry Part não é o suficiente, então nossa Equipe quer sempre lhe dizer Merry Meet, Merry Part, Merry Meet Again!

Por isso volte sempre a nos dar a alegria da sua visita!
TENHAM UMA BOA NOITE!!

terça-feira, 15 de junho de 2010

O QUE É UM FEITIÇEIRO?





O que é um Feiticeiro?

Um feiticeiro é uma pessoa comum, sem qualquer capacidade espiritual em particular, mas que pratica feitiços. Isso qualquer pessoa pode fazer sem que para isso possua alguma capacidade espiritual , ou um profundo vinculo com forças ou entidades do «outro lado».

Melhor explicando:

Uma bruxa é alguém cujo o espírito está aliado a poderosas forças espirituais, o que lhe confere a capacidade de dialogar directamente com a esfera espiritual.

Uma feiticeira é uma pessoa comum com um espírito comum, que estudou assuntos esotéricos, que adquiriu conhecimentos de magia e que os pratica através da execução de feitiços.

Uma bruxa pratica rituais de bruxaria.
Há magas que são bruxas, e magas que são feiticeiras, pois ambas trabalham com a magia, no entanto ambas, possuem, (como já aqui foi descrito), naturezas e essências substancialmente diferentes e distintas.

Mas tanto bruxas como feiticeiras, uma vez que trabalham com magia, são magas.

Há também os magos que são pessoas que se dedicam a profundos estudos sobre o esoterismo, com a finalidade de alcançar elevada sabedoria sobre as esferas celestes e a forma como esse saber pode também afectar o nosso mundo físico. Esses são um outro tipo de magos, são sábios na velha tradição dos alquimistas, astrólogos, teólogos e filósofos místicos. A esses, vulgarmente chama-se simplesmente…magos.

Há também os sacerdotes, que ligados a cultos religiosos, se dedicam á invocação de Deuses ou de Deus através de orações e de processos litúrgicos. Os processos litúrgicos, ( por exemplo: as missas celebradas pelos padres), são uma forma de magia executada com a finalidade de invocar espíritos ou forças celestiais ,( no caso dos padres, eles invocam o espírito de Deus e as Suas forças celestiais de luz), para que essas auxiliem os fieis de determinado culto. Os sacerdotes também se dedicam ao estudo de ensinamentos sagrados ou das escrituras da religião que perfilham, assim como geralmente trabalham no sentido do aperfeiçoamento espiritual ou salvação, seja da sua própria alma, seja das almas dos devotos que os sacerdotes conduzem com a sua função sacerdotal. Na religião da bruxaria, um «bruxo» é igualmente um sacerdote dessa pratica religiosa, tal como o padre é sacerdote na prática do catolicismo.

Por ultimo há os Profetas ou os Videntes, sendo que esses são pessoas com um vínculo especial com o mundo espiritual; São geralmente pessoas que possuindo a capacidade de comunicar com espíritos, recebem deles visões e mensagens, ( que podem ser recebidas das mais diversas formas: visões, sonhos, aparições, etc), que são revelações e por isso, de extrema importância para o futuro. Tratam-se geralmente de indicações sobre o futuro que se foram seguidas, podem levar a bons caminhos, ou que se foram ignoradas, pode levar a maus caminhos; tratam-se por vezes também de informação sobre assuntos desconhecidos e que vem trazer á luz verdades que estavam ocultas. Há bruxos e sacerdotes com capacidade de vidência, assim como existem profetas que nem por isso são sacerdotes e muito menos bruxos.

Estes são as 5 formas de pratica e vivência do universo da Magia.


1- uma bruxa é sempre mais poderosa que uma feiticeira

2- um ritual de bruxaria é sempre mais devastador que uma feitiçaria.

Por isso se diz que os feiticeiros praticam feitiçaria, ao passo que os bruxos praticam bruxaria.

No entanto, ambas a bruxaria e feitiçaria são aspecto daquilo a que se chama… «magia».

A magia, consiste no uso de forças ou entidades que não são deste mundo físico, ( são do mundo espiritual), para interferir neste mundo físico.

Há também os sacerdotes, que ligados a cultos religiosos, se dedicam á invocação de Deuses ou de Deus através de orações e de processos litúrgicos. Os processos litúrgicos, ( por exemplo: as missas celebradas pelos padres), são uma forma de magia executada com a finalidade de invocar espíritos ou forças celestiais ,( no caso dos padres, eles invocam o espírito de Deus e as Suas forças celestiais de luz), para que essas auxiliem os fieis de determinado culto. Os sacerdotes também se dedicam ao estudo de ensinamentos sagrados ou das escrituras da religião que perfilham, assim como geralmente trabalham no sentido do aperfeiçoamento espiritual ou salvação, seja da sua própria alma, seja das almas dos devotos que os sacerdotes conduzem com a sua função sacerdotal. Na religião da bruxaria, um «bruxo» é igualmente um sacerdote dessa pratica religiosa, tal como o padre é sacerdote na prática do catolicismo.
Por ultimo há os Profetas ou os Videntes, sendo que esses são pessoas com um vínculo especial com o mundo espiritual; São geralmente pessoas que possuindo a capacidade de comunicar com espíritos, recebem deles visões e mensagens, ( que podem ser recebidas das mais diversas formas: visões, sonhos, aparições, etc), que são revelações e por isso, de extrema importância para o futuro. Tratam-se geralmente de indicações sobre o futuro que se foram seguidas, podem levar a bons caminhos, ou que se foram ignoradas, pode levar a maus caminhos; tratam-se por vezes também de informação sobre assuntos desconhecidos e que vem trazer á luz verdades que estavam ocultas. Há bruxos e sacerdotes com capacidade de vidência, assim como existem profetas que nem por isso são sacerdotes e muito menos bruxos.

TENHAM UM DIA ILUMINADO!
COM BOAS ENERGIAS!!
ASSIM SEJA!!
ASSIM SE FAÇA!!

segunda-feira, 14 de junho de 2010

,,DIVERSAS RESPOSTAS AS PERGUNTAS DOS PRATICANTES,COMO TORNAR-SE UM PRATICANTE WICCA,A INICIAÇÃO


Respostas para as diversas deturpações atribuídas a Bruxaria.
Bruxas não acreditam nem honram a Deidade conhecida como Satã, pois o demônio é uma crença da Igreja Católica e de outras correntes do Cristianismo.

Bruxas não sacrificam animais ou humanos.

Bruxas não renunciam formalmente o Deus Cristão, apenas acreditam em outros aspectos divinos.

Bruxas ou bruxos não odeiam os cristãos, a bíblia ou Jesus, nem são anti-cristãos, apenas não são cristãos.

Nos Sabás e Esbás não são utilizadas nenhuma droga ou são feitas orgias sexuais.

Bruxas não praticam necessariamente Magia Negra.

Bruxas não forçam ninguém à fazer algo que agrida seus princípios e crenças.

Bruxas não profanam Igrejas Cristãs, hóstias ou bíblias.


Como tornar-se um praticante da Religião Wicca?

Desde que os seres humanos estão neste planeta o espírito tem escolhido seres com um dom especial para trabalhar com a magia. Em verdade todos podemos estudar ciências mágicas ou místicas, mas só poderemos praticá-las depois de muito conhecimento, dedicação e treinamento. Costuma-se dizer que o aluno encontrará seu mestre quando seja a hora e momento, e eu sempre digo que não são alunos, mas filhos adotados com a alma.

A Iniciação

Para ser um iniciado em Wicca é necessário que se estude a filosofia pelo prazo mínimo de um ano e um dia. O ano segue o Calendário Lunar de 13 meses de 28 dias, mais um dia, no total 365 dias. Daí vem a expressão "Um Ano e um Dia", pois, quando é iniciada, a pessoa estuda durante esse período para, depois, confirmar seus votos. O Calendário de 13 Luas também era usado pelos Maias, e é o que se afina melhor com os Ciclos da Terra. Para um praticante de Bruxaria é muito importante se afinar com as fases da Lua.

Quando o adepto se achar pronto para ser um(a) bruxo(a) - aceitando todos os princípios da bruxaria - pode buscar dois métodos de começar nesta filosofia pagã: através de autoiniciação ou ser iniciado por um bruxo(a) experiente e capaz.


QUE A SUA NOITE SEJA PODEROSA!
SUA SEMANA SEJA GLORIOSA!
ASSIM SEJA!
ASSIM SE FAÇA!!


sábado, 12 de junho de 2010

SOU FADA, SOU BRUXA!!




Sou fada, sou bruxa.

Sou mulher,
Sou flor
Um lado bruxa
Um lado fada

O meu lado bruxa
Enfeitiça
Meu lado mulher
Atiça
Meu lado fada
Te conquista

No amor sou fada
Sou mulher
Mas sou bruxa
Que lhe encanta
Sou flor que nunca murcha
Sou mulher
Que simplesmente ama
Um lado fada, um lado bruxa.

Se estou triste
O meu lado fada
Acalma meu coração
Se apaixonada
O meu lado bruxa
Usa o feitiço da sedução
Mas sou simplesmente mulher
Magia, amor e dedicação.
(Sirlei L. Passolongo)*
QUE A MAGIA DO AMOR VENHA ATÉ VOCE,
E O AMOR ACONTEÇA E ETERNIZE!!
ASSIM SEJA,
ASSIM SE FAÇA!!FELIZ DIA DOS NAMORADOS!!
ÓTIMO DOMINGO!!


sexta-feira, 11 de junho de 2010

FEITIÇOS DO AMOR!!





Feitiço nada mais é do que um pedido de mudança (seja no plano físico ou sentimental) . Esses pedidos devem ser carregados com a energia mágica que temos no coração e na mente. Fazer simplesmente sem o querer e o esperar nada resolve.
É importante lembrar que todos os feitiços devem ser realizados dentro de um círculo mágico. Também deve-se pensar bastante antes de fazer um feitiço, analize se não ele não fará mal a ninguém, nem direta nem indiretamente, para ajudar diga sempre ao final de uma operação mágica a frase; "que seja para o meu bem e para o bem de todos os envolvidos"

FEITIÇO PARA CHAMAR O AMOR:
*Botões de flores primaveris
*Vela branca
*Uma cadeira
Apanhe dois botões de flores de primavera ou cornisos e carrege-os com força mágica.
Na sexta-feira, mostre-os para a Lua Cheia com um incenso de flores aceso e uma vela branca, peça aos deuses do amor que coloquem nos botões sua força mágica para ajudá-lo em seu encanto.
Deixe as flores na água até que a vela se apague. No dia seguinte, pegue as flores e coloque-as numa cadeira.
ao final do ritual, convide a pessoa amada a sentar-se na cadeira e olhando em seus olhos profundamente, sinta-se fascinante.
Cuidado para que nenhuma outra pesoa se sente naquela cadeira ou você terá um admirador indesejável atrás de você.

FEITIÇO DO CALDEIRÃO PARA ASCENDER FAÍSCA:

*Um caldeirão
*Uma varinha(ou athame)
*Erva doce
*1 Rosa branca seca
*Cravo
*Canela
*3 velas rosas
*Incenso de rosas ou flor de macieira
*Um papel com o nome da pessoa escrito em azul
Numa sexta-feira de lua nova, ascenda o incenso e faça o círculo mágico com a varinha, limpando o ambiente de energias estranhas. Ascenda as velas rosas a sua volta, dentro do círculo e entoe o seguinte cântico:
Fadas do amor, eu as chamo
Energia do amor, eu as atraio
Deuses do amor, eu clamo por vossa presença
Eu atraio a energia do amor

Repita 9 vezes o cântico enquanto coloca os elementos no caldeirão, quando terminar diga:

Fulana, que esta chama desperte o amor que há em você.
Fulana, que as forças mágicas a atraiam para mim.
Fulana, que seu coração seja meu a partir de agora.
O que está em cima é como o que está em baixo, que as forças mágicas entrem em movimento agora,
Conforme a vontade divina

Coloque fogo em tudo e sopre as cinzas ao vento na direção oeste
COISAS PARA PENSAR NESSE DIA!!
PARA OS NAMORADOS
APRENDAM QUE NINGUEN É DE NINGUÉM,
A MAGIA DO AMOR, ACONTECE COM OS DOIS E NÃO UM,
FEITIÇO, MAGIA FUNCIONA, MAS VC SABE QUE NINGUEM
É DONO DE NINGUEM, O QUE VAI, VOLTA,
O QUE PRENDE SOLTA!
UM DIA A MAGIA ACABA E DAÍ?
SE ALGUEM GOSTAR QUE SEJA PELOS
SEUS ENCANTOS NATURAIS, NÃO DOMINADO!
SEJA SEMPRE VC MESMO, SEM MASCARAS.
FELIZ DIA DOS NAMORADOS!

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Aradia e Il Vangelo delle Streghe (o evangelho das bruxas)



CONHEÇAM UM POUCO DA MARAVILHOSA ÁRADIA A RAINHA DAS BRUXAS!!
Aradia é uma personagem importante e interessante na Bruxaria Italiana; eu me arriscaria a dizer em toda a bruxaria até. Algumas coisas foram escritas sobre ela, existe um livro com seu nome, porém alguns mitos foram criados. Tentando esclarecer dúvidas e mostrar um pouco do que é o livro "Aradia, o evangelho das bruxas" e a Aradia, la Bella Peregrina eu escrevo a coluna desta quinzena.

La Bella Peregrina, nome com o qual ficou conhecida nos montes albanos até a Sicília, tem um significado grande para muitas tradições e clãs da Bruxaria Italiana, como a Ariciana e a Tríade de Tradições - Janarra, Fanarra e Tanarra. Lembrada como a professora e mestra das Streghe, Aradia não queria ser adorada: seu intuito era reviver com os camponeses dos feudos os Caminhos Antigos. Passou seus ensinamentos viajando e conversando, reaproximando as pessoas de suas raízes. Ela apontava a Vechia Religione como um alívio ao massacre religioso do cristianismo da época. Com o tempo, ela passou a ter discípulos, 6 homens (um deles era celta) e 6 mulheres. Quando Aradia passou a ser perseguida, esses discípulos saiam em casais para levar seus ensinamentos a diante. Seu símbolo, após sua partida era, e ainda é, a Chama Sagrada que é acesa no meio do altar. Ela é o fogo perene de seus ensinamentos e de nossa ligação com o Espírito do Caminho Antigo. Por fim, seus discípulos também foram perseguidos e muitos mortos e acredita-se que os pergaminhos, nos quais seus ensinamentos foram registrados, trancados no Vaticano. Alguns documentos históricos indicam a passagem de uma mulher peregrina pelo norte da Itália e indicam que talvez ela tenha passado seus últimos anos na Romênia.

Os ensinamentos de Aradia têm um cunho de simples entendimento e observação completa da Natureza. Ela fala sobre a Deusa Diana e o Deus Dianus ou Lúcifer; discorre como a Natureza é a maior de todas as professoras; deixa para os camponeses o valor e a importância do casamento baseado no amor e no respeito; sobre a força da sexualidade e sua magia; ela deixa um alerta sobre os cristãos, um cuidado que deveria ser tomado naquele momento de perseguição; e deixa um elenco de 13 "conselhos", que são conhecidos como "Covenant of Aradia": visando a convivência harmoniosa entre todos os seres da Criação.

O Evangelho das Bruxas foi escrito em 1889 por Charles G. Leland, folclorista inglês e estudioso de diversas culturas. Nesta publicação ele expõe ao público o relato de tradições, costumes e estórias de mulheres que se chamavam streghe (bruxas). A fonte de Leland era uma delas, Magdalena. Não se sabe bem ao certo se o que está no livro é a cópia fiel dos escritos das streghe ou se eles foram romanceados. Ele conta como Diana e Lúcifer deram a vida a Aradia e como ela se tornou a primeira Strega. A Aradia do livro também tem um caráter de professora, mas ela é nascida dos deuses. Existem no texto de Leland também uma larga influência de termos e ideais judaíco-cristãos, como no momento em que diz que Aradia não será como a filha de Caim (este mencionado algumas vezes), e o uso da palavra "amen" no fim de alguns feitiços. Raven Grimassi (1999) ainda coloca que o uso do nome de Lúcifer tenha sido por uma propaganda, o que atiçaria ânimos: será que este povo tem alguma ligação com o satânico? A resposta clara é não, uma vez que Lúcifer é a Estrela da Manhã, ou seja, o Sol - Appolo, o irmão gêmeo de Diana.

A leitura do Evangelho deve ser feita com critério. Nada do que está lá pode ser levado ao pé da letra. No entanto é mister percebermos que ele traz uma grande gama de tradições e idéias que podem ser bem aproveitadas na nossa prática. Ele é um parâmetro de cultura e ética antiga. Ele deixa claro que se faziam maldições, rogavam pragas e ameaçavam as deidades (como fazem os católicos que penduram santos de cabeça para baixo e afins). Tudo isso era visto como legítimo para essas streghe e como uma coisa corriqueira. Elas não sofriam a influência de uma filosofia mais oriental que fala de kharmas e coisas nesse gênero. Eram camponesas, filhas da Natureza que agiam como tal: pisas no meu pé, eu imediatamente piso no teu. Eu acredito que, de um ponto de vista histórico e social, é impossível fazer um juízo de certo ou errado sobre essas práticas.

Uma curiosidade sobre o Evangelho está no capítulo XI que descreve um pouco sobre a Casa dos Ventos e sua história. Existem muitas semelhanças com a vida da Aradia histórica.

Conclusões: existe o fato interessante de alguns relatos do livro se parecerem com práticas neopagãs, como o "Charge of Aradia" que tem grandes semelhanças com o "Charge of the Goddess" apresentado por Doreen Valiente. Além da similaridade com práticas feitas por bruxas italianas de muito antes da publicação do Vangelo (evangelho), como a nudez ritual como símbolo de liberdade e sinceridade, o que traz credibilidade aos escritos do livro - ou pelo menos, parte deles.

Por tudo que eu li, estudei e pratiquei até agora, a conclusão mais importante é que "os livros são bons conselheiros". Não é possível seguir um livro em 100% dele - isso se torna fundamentalismo. Hoje temos a capacidade e a oportunidade de sermos críticos: bruxos, magistas capazes de reflexão sobre o que lemos, ouvimos e praticamos a fim de não nos basearmos numa verdade infundada e cega.

Aceitemos que o livro é um ponto de partida, mas é necessário desprendimento e vontade para saber mais a fundo sobre, por exemplo, quem foi Aradia, qual a importância de Diana, por que Lúcifer é citado e quem ele é realmente para que não nos tornemos meros repetidores de versos. Sejamos bruxas e bruxos responsáveis e cientes de nosso papel como tais: investindo em nosso conhecimento e crescimento.



Benedizioni di Astrea

por Pietra D C Luna
QUE SUA NOITE ABENÇOADA SEJA!!
ASSIM SEJA!
ASSIM SE FAÇA!!!

terça-feira, 8 de junho de 2010

A PIRAMIDE DOS BRUXOS!!



O Trabalho mágico de uma Bruxa ou Bruxo exige seriedade e quatro características básicas:


A-) SABER


1-) Conhecer a si mesmo.

2-) Conhecer sua arte.

a-) Saber o que fazer.

b-) Saber como fazer.

c-) Saber quando fazer.

d-) Saber quando não fazer.

3-) Saber o que você quer realizar.

a-) Especificar bem o que você vai fazer.

b-) Criar um sigilo com as palavras.

4-) Saber trabalhar com moderação.


B-) QUERER


1-) Acreditar em você mesmo.

2-) Acreditar na divindade.

3-) Acreditar em suas habilidades.

4-) Acreditar na abundância do Universo.

5-) Ter a vontade de praticar de novo e de novo.

6-) Habilidades de meditação

a-) Praticar visualização.

b-) Praticar relaxamento.

c-) Praticar um estado alterado de consciência.

d-) Praticar para ser capaz de fazer rápido e certo.

7-) Ter em mente com muita clareza o porque você quer realizar essa operação mágica.

8-) Observar se sua vontade está corretamente direcionada.

a-) Observar se não vai influenciar negativamente outra pessoa.

b-) Observar os aspectos de não prejudicar ninguém.

c-) Usar uma ferramenta adivinhatória para checar se seus planos são válidos, se está numa boa hora de pô-los em prática.


C-) OUSAR


1-) Ter a coragem de mudar as circunstâncias.

2-) Ter a coragem de controlar seu ambiente.

3-) Ser responsável por suas ações.

4-) Escolher o melhor curso de ação para o trabalho a ser feito.


D-) CALAR


1-) Aprender a manter a boca fechada antes do trabalho.

2-) Aprender a manter a boca fechada enquanto espera pelos resultados.

3-) Aprender a manter a boca fechada depois do trabalho.

a-) Proteger sua confiança.

b-) Proteger sua reputação.

c-) Proteger sua energia.


Silver RavenWolf



ALGUMAS DICAS

A feiticeira do novo milênio tem um estilo bem diferente das velhas assustadoras com verruga no nariz. Para começar, bom humor é fundamental. Nada de gargalhadas apavorantes, o que conta é a leveza de espírito. “Sem alegria não se consegue o clima positivo necessário ao encantamento”, diz a psicóloga Luiza Lagoas, 57 anos, do Rio de Janeiro, praticante de magia desde a adolescência. Segundo ela, toda mulher guarda uma bruxa dentro de si. “A sensibilidade e a intuição naturais do sexo feminino estão ligadas à nossa porção feiticeira”.

Mas há regras para colher bons frutos. Toda vez que precisar de uma planta é necessário estar motivada por boas intenções e fazer um pequeno ritual: pedir que a natureza atenda e, depois, agradecer a cada objetivo alcançado deixando num jardim uma oferenda. Não importa se uma maça ou um fio de cabelo – trata-se apenas de um gesto de atenção.

A magia natural opera através de analogias, um feitiço ou encantamento é uma reunião de elementos que terão efeito simbólico, e desta forma a escolha, compra, preparo e reunião dos ingredientes utilizados é um processo que aos poucos ajuda a mente a focalizar um objetivo e visualizar sua realização.


Os elementos disponíveis para formar estas correspondências são cores, alimentos, plantas e flores, animais, metais, pedras, tecidos, fibras vegetais, sementes, perfumes, sons e óleos. Dependendo da complexidade da operação, se ao invés de um simples feitiço você executar um ritual, então terá de procurar também sintonizar divindades relacionadas ao pedido em questão.


Em geral se reúne símbolos analógicos dos objetivos, por exemplo, abundância, prosperidade, cura, a pessoa a quem se destina o objetivo, etc.

“Toda família tem ou teve uma mulher bruxa”. “Experimente imitá-la. Pegue umas ervas e brinque um pouco. È divertido e faz o talento fluir.”

Mãos a obra e BOA SORTE!!!





TENHAM UM DIA ILUMINADO!!

segunda-feira, 7 de junho de 2010

DICAS VALIOSAS!!

Recados para Orkut
Recados para orkut

DICAS VALIOSAS

Na magia ritual, usa-se de vários mecanismos para proteção do operador. Leia abaixo algumas explicações. Para maiores detalhes, vá aos endereços relacionados na seção "links" ou procure por outros sites do gênero.

ANIMAL
Muitos animais são usados em magia. Aguns (infelizmente) como vítimas sacrificiais, incômodo vestigio de barbárie, quando ainda eram realizados sacrifícios humanos.
Ver "animais domésticos de bruxos e animais divinatórios"

ANIMAIS DOMÉSTICOS DOS BRUXOS
A tradição relata a posse e guarda por magos, de variados animais, em geral de pequeno porte. Seriam uma espécie de "mascotes", e em tudo similares aos possuidos pelos não-magos, embora estes limitem-se (costumeiramete) aos gatos, cahorros, passarinhos ou peixinhos de aquário... O mago, todavia, costumava ser um pouquinho mais eclético em suas preferências e neste caso, tomava a si (e controlava magicamente) qualquer bichinho com o qual empatizasse: os gatos ou cachorros de praxe, camundongos, pássaros (grandes ou pequenos), sapos, doninhas, cobras, iguanas, etc. Os animais compartilhavam com o mago do seu chamado "espaço mágico", e na Idade Média foram considerados "espíritos" ou diabretes". Muitos magos alimentavam os seus de forma especial e lhes davam um nome "mágicko". Podiam ser vendidos, herdados ou doados. Bem... Depois do Harry Potter, todo mundo sabe isso de cor, não é? Certos bruxos usam animais para adivinhação e o fazem geralmente usando um dos domésticos (ou domesticados), contudo, neste caso muitas vezes, isso ocorre após uma indicação específica surgida (geralmente) em seu coven.

ARTE
Assim são chamadas as práticas mágico-alquímicas no neo-paganismo. No caso, usamos a palavra com referência à Wicca, Bruxaria e correlatos. A Arte busca a total integração (e interação) do homem com ele mesmo e com o "tudo-que-existe". Medite um pouco sobre esta proposição e encontre sua própria definição.

BOLEM OU SERPE
Faca especial em bronze para cortar as ervas consideradas sagradas para se usar nos feitiços alucinatórios e rituais. Segundo a tradição, os druidas as usavam, fundidas em ouro, para cortar o visco nos carvalhos, durante o Solstício de Inverno.

BOLINE
Punhal de cabo branco, geralmente curva tipo foice de corte normal e lâmina afiada. Usada na Wicca e magia Ritual, e serve para cortar ervas ou perfurar uma romã. Jamais usada em sacrifícios.

FORÇAS ARTIFICIALMENTE INVOCADAS
Trata-se na verdade de uma ação consciente do mago sobre as forças astrais. Se você pensar no "solve et coagula" alquímico, uma evocação primeiramente representará a "dissolução", pois seleciona a "força" ou "energia" desejada. Corresponde ao controle do mago sobre as forças manifestadas sob sua invocação. Fique atento, pois neste momento você estará "abrindo um portal" e forças outras, além da que você tem em mente (pelo menos de forma consciente), também poderão atravessá-lo...

Instrumentos mágicos
- O bastão ou varinha mágicka;
- A espada mágica;
- O pentagrama;
- O Athame;
- O Caldeirão;
- A Corda.

INSTRUMENTOS DE DEFESA
Os instrumentos físicos de defesa, serão basicamente a espada mágica, o bastão ou varinha mágicka, o pentagrama e o círculo mágicko.

A ESPADA MÁGICA
A espada mágika teria basicamente uma função defensiva. Durante o trabalho Mágicko, algumas energias não compatíveis com você mesmo, (e neste caso "não-boas") ou, que simplesmente não sirvam aos seus objetivos, naquele momento, (e, neste caso, atrapalhariam) podem atravessar o "portal" que foi aberto do decurso dos trabalhos.
Assim, interagindo com os fluidos vitais, oriundos dos elementos de materialização, tendem a formar algo como "conglomerados" energéticos, todavia, dotados de potencial para atuar no plano físico. A ponta da espada mágicka serve para desmanchá-los e inativá-los. Papus ensina: "A operação mágica é, na realidade, uma síntese de esforços e de ciência e o operador está na posse dos dois pólos de toda a ação: o pólo de ataque ou de projecção pelo bastão magnético de ponta redonda e o pólo de defesa e de dissolução pela espada mágica de ponta aguçada." (in Tratado Elementar de Magia Prática)

PENTAGRAMA
Segundo Eliphas Levi, em seu "Dogma e Ritual da Alta Magia, "O pentagrama expressa a dominação do espírito sobre os elementos, e é por meio desse signo que se acorrenta os Silfos do Ar, as Salamandras do Fogo, as Ondinas da Água e os Gnomos da Terra. Munido deste signo e, disposto convenientemente, pode-se ver o infinito mediante esta faculdade que é como o olho de tua alma e te fazer servir por legiões de anjos e colunas de demónios."
Trocando em miúdos, o pentagrama simboliza o poder do operador e sua "autoridade", sobre as forças evocadas.

CÍRCULO MÁGICO
O círculo mágico é vital, pois que é a proteção do operador.
Há toda uma tradição sobre esta prática e, segundo os Magos, se não for talhado corretamente, não proporcionará a devida proteção. Papus ensina que: "toda a operação mágica deve ser executada na área de um círculo que representa a vontade do operador, isolando este de toda a má influência exterior."
Ainda segundo o autor e outros ocultistas, tal círculo pode ser traçado com carvão, tinta consagrada e até mesmo com a espada mágica em momentos de urgência.
Cada Escola Mágica o construirá de uma forma diferente.
Você pode traçar o seu muito simplesmente usando a si mesmo como um centro, cujo raio será até mesmo o cabo da sua vassoura... Circulos maiores poderão ser traçados com o auxílio de uma corda fixada num ponto.

Seja inventivo!!! Crie!
Lembre-se: A magia é sua.

PRÁTICA PESSOAL
Consiste numa série de exercícios que o operador deve empreender ao longo do tempo, tendo em mira a auto-disciplina, purificação e o fortalecimento da vontade. Por mais cansativos que sejam, são exatamente estes exercícios que o tornarão apto à realização do trabalho mágicko. Afinal, quanto mais puro e radiante for o "corpo astral" do mago (você pode nomear este "estado", conforme suas crenças pessoais) e mais semelhante, não apenas ao signo, mas , e principalmente, ao símbolo do pentagrama, maior a autoridade do operador sobre as forças invocadas. Portanto, tais exercícios têm por objetivo integrar o corpo físico e sutil do próprio mago, transmutando-o, alquimicamente, até torná-lo como como se fosse um "pentagrama vivo".Todavia, certos rituais exigem um preparo pessoal mais acurado, tais como jejuns, abstinência sexual, silêncio, banhos especiais, meditação e etc. Fique tranqüilo... Sua intuição (e seu bom senso serão seus guias e lhe dirão como, quando e, jamais se esqueça disso, o "quanto".


Todos os objectos mágicos, inclusive o local onde ocorrerão os trabalhos, (e que será o "Templo Mágicko" durante a operação) deverão ser consagrados, e esta consagração varia muito de acordo com a vertente a qual pertença o operador e suas tendências pessoais.
No ato da consagração, o operador contribui com a sua própria energia na imantação e fixação de energias nos ítens mágicos a serem utilizados, como no próprio local escolhido, seja por meio de fórmulas mágicas, visualizações, ou, tão simplesmente pelo poder da sua vontade.



[b]Lembrei de você!
Gifs e Imagens Para seu Orkut
As mais belas imagens para orkut - www.meusrecados.com.br

sexta-feira, 4 de junho de 2010

ORAÇÕES DAS BRUXAS!


ORAÇÃO DAS BRUXAS



Salve o meu Anjo da Guarda, Salve a Minha Estrela-Guia!

Salve a Paz,Salve a Esperança... Salve a Fé, Salve a Alegria!



Salve o meu Anjo da Guarda, Salve a minha Estrela-Guia!

Salve o Sol, Salve a Bonança, Salve o Amor, Salve a Harmonia!



Salve o meu Anjo da Guarda, Salve a minha Estrela-Guia!

Salve a Família Sagrada, Jesus, José e Maria!



Salve o meu Anjo da Guarda, Salve a minha Estrela-Guia!

Salve a Noite, Salve o Tempo, Salve a Vida, Salve o Dia!

Salve a Caridade, a Compaixão,a Bondade, a Solidariedade,

a Oração, a Amizade, a Humildade...

Salve tudo que é de salvar! Tudo que é de salvar! Tudo que é de salvar!



Salve o meu Anjo da Guarda, Salve a minha Estrela-Guia!

Salve, sete vezes salve... muitas vezes salve a Santa Bruxaria,

a Iluminada Magia, a Poderosa Alquimia!

Salve a Verdade, a Luz, o Bem!...

Por todos os séculos dos séculos

E além dos séculos, Amên! Amên! Amên!!!...


Obs.: Rezar às sextas-feiras, ou no dia do seu aniversário, com uma vela dourada e outra da cor do seu Anjo, Signo ou Orixá.


ORAÇÃO DA BRUXA
A lei mais elevada
é agora o ensinamento.
Cuida bem dos seus actos,
palavras e pensamentos.
Muitos seres podem ouvir, e espíritos, saber
a maldade que você tanto procura esconder.
Então gire a roda do ano; deixe o tempo passar,
viva cheio de amor e não deixe o medo imperar.
Essa antiga sabedoria eu transmito e vou além:
" Faça o que quiser, mas não prejudique ninguém."

Tenha cautela igualmente com a segunda lei,
pois tudo o que vai volta, isso é o bem sei.
A roda continua girando, três vezes vai girar,
ninguém pode enganá-la ou dela algo ocultar.
Busque a harmonia, o equilíbrio e a auto-estima,
pois como é embaixo, é assim também em cima.
Deixe brilhar a sua luz interior e que todo mundo a veja,
se é isso o que você quer, então que assim seja!
]





ÓTIMA SEXTA!!
ÓTIMO FINAL DE SEMANA!!

quarta-feira, 2 de junho de 2010

AS FALHAS DE UMA MAGIA!!


As falhas de uma magia

Freqüentemente me perguntam o que deu errado quando um feitiço falha. A primeira coisa que pergunto é se realmente falhou. É simples: basta analisar com cuidado o que você pediu e comparar com o que se manifestou. Por exemplo: se você tentou fazer se manifestar um carro novo e recebeu um modelo de brinquedo, você obteve o que pediu, independente do que esperava. Como qualquer outra, a energia mágica flui através do caminho que ofereça a menor resistência. Se você der o roteiro mais fácil para alcançar seu fim, então é esse o caminho que ele tomará. Por isso, é importante não pegar qualquer feitiço que encontrar em um livro ou receber de alguém, como se fosse uma peça de porcelana a ser protegida e mantida em seu estado original. Os feitiços são energias dispersas que são agrupadas e direcionadas para o seu objetivo pela nossa força de vontade e nossa necessidade exata. Eles funcionam melhor quando transformados para satisfazer suas necessidades e situações específicas. No exemplo do feitiço do carro novo, deveriam ter sido incluídas palavras sobre a necessidade de um meio de transporte seguro para ir e voltar do trabalho, ou viajar para ajudar no cuidado de um parente enfermo, nos fins de semana. Fazendo desta forma, teria conseguido o carro para o transporte de seres humanos, em vez de um carro de brinquedo. Um feitiço não dá certo por duas razões apenas: 1) Em primeiro lugar devido à energia e o empenho colocado no feitiço terem sido insuficientes (incluindo não ter objetivos claros); 2) Devido à existência de uma força oposta mais forte que seu feitiço. As forças opostas não precisam ser de natureza mágica. Pode não ser mais que a vontade de um indivíduo em preservar seu direito de livre escolha. Você pode refazer um feitiço para superar o primeiro obstáculo; o segundo, geralmente, não pode ser superado. Às vezes o livre arbítrio de uma pessoa não pode ser quebrado, não importando o quanto você esteja disposto à sucumbir à tentação de realizar uma magia negativa. É o direito de uma pessoa resistir à sua magia e não sucumbir à ela e continuar a interferir nessa vontade alheia só resultará em aborrecimentos posteriores.
Você também deve ter expectativas realista sobre o que a magia pode e o que não pode fazer, e deve ter bom senso suficiente para saber quando a magia não é necessária. Certa vez recebi uma carta de uma jovem mulher que me pedia um feitiço para mudar a cor de seus olhos. Ela insistia que esse desejo não era um capricho, mas era algo que já havia pensado por um longo tempo. O primeiro problema é que nenhum feitiço, sozinho, pode alterar permanentemente uma aparência física. Existem feitiços, conhecidos como glamour, que podem criar uma ilusão temporária, mas de forma realista isso não inclui a cor dos olhos. O outro problema é que a magia para fazer isso já existe no mundo físico, na "magia" das lentes de contato coloridas. A única maneira lógica de tornar esse objetivo uma realidade seria gastar dinheiro e esforço para se adaptar a essas lentes. De acordo com as leis naturais do universo, a magia não fará você voar, mas pode ajudar a encontrar o dinheiro necessário para fazer uma viagem de avião, ou a aprender projeção astral, ou jornada da alma. A magia não força alguém famoso, que você nunca encontrou antes, a se apaixonar por você, embora possa chamar a atenção para você de maneira positiva e criar um jardim fértil no qual o amor possa florescer. A magia não pode fazer você ficar com uma aparência melhor, mais alto, mais gracioso, mais popular, etc., mas pode, temporariamente, projetar essas imagens a outras pessoas. Pode também realçar os dons que você já possui e lhe dar autoconfiança para superar as barreiras físicas e emocionais para esses objetivos




TENHAM UMA BOA NOITE!!
BOM FERIADO!!

terça-feira, 1 de junho de 2010

DEPOIMENTO!


RETIRADO DO BLOG DESOCULTANDO http://desocultandocuriosos.blogspot.com/2009/11/bruxaria-introducao.html
Há 5 anos atrás se me falassem de Bruxas lembraria de uma velha nariguda, feia, com uma vassoura e um caldeirão do seu lado e com asas de morcegos nas mãos pronta para uma nova poção, tenho de admitir que meu conceito está completamente mudado e vejo hoje uma bruxa ou um bruxo, como um homem e uma mulher normais que somente adoram uma deusa e um deus cultuando a natureza em sua mais pura essência. A Bruxaria não é simplesmente pessoas que vestem capotes grandes e escuros e usam chapeis ou capuzes, que usam suas varinhas para lançarem raios que matam, ou voarem em suas vassouras mágicas, são pessoas com o simples intuito de ajudar as pessoas usando sua energia, a energia da natureza e de suas deidades (a Deusa e o Deus). Os Bruxos entendem a conexão que eles têm com a natureza, e isto se torna tão intimo que muitas vezes passam a ficar sensíveis, e sim, a bruxaria, tem extrema ligação a sensibilidade, é necessário sentir, sorrir e gostar, não simplesmente fazer por rótulos, mas sim por amor, por amor a Deusa, por amor ao Deus e sem pensar por amor a natureza. Defino a bruxaria com uma palavra um tanto curiosa para quem não é muito aprofundado no assunto, Sensibilidade.
O CURIOSO

Postar um comentário

TENHAM UMA BOA NOITE IRMÃS!!